Maquinha de Cartão, qual a melhor?

10 Motivos para ter um Atendimento Online
09/06/2020
10 Erros Comuns no Marketing de Redes Sociais
16/06/2020
Mostrar tudo

Maquinha de Cartão, qual a melhor?

Se você chegou aqui esperando uma resposta fácil, então vamos lá: Não existe a uma “melhor maquineta no mercado”. Decepcionou?

Tudo bem, não existe uma melhor no mercado, mas existe a melhor para você e seu negócio. É sobre isso que vamos conversar hoje, sobre como escolher a melhor. Veja alguns itens que devem ser considerados na hora de escolher a sua.

1) Reclame aqui!

Para fazer este artigo, procurei vários outros sobre o tema e em geral nenhum site ou blog menciona isso, porém para qualquer serviço este é um dos principais itens. A satisfação do atendimento. Problemas e soluções.

Todas as empresas uma hora ou outra vão ter problema. O site reclameaqui.com.br para mim é o maior termômetro de satisfação do produto. Mas como usar isso para julgar a qualidade de cada marca?

  • Avalie o nível de satisfação;
  • Avalie o percentual de pessoas que voltariam a fazer negócio com a marca;
  • O número de reclamações. Evite confusões neste item. Observe a quanto tempo uma empresa está no mercado. Uma empresa nova, certamente terá pouca reclamação, em relação a uma empresa já estabelecida;
  • Procure saber quais os tipos de reclamações recorrentes. Se elas são de bloqueio de contas, ou atraso no pagamento, ou problema físico;
  • Observe as respostas se são padrões ou se tem uma real preocupação em solucionar o problema.

Coloquei este item como o principal por que no futuro isso vai evitar muita dor de cabeça. É normal algumas prestadoras de serviço, que estão perdendo mercado para concorrência, oferecerem propostas tentadoras que são no final apenas um cavalo de Troia.

2) Leve em conta o tamanho da empresa e tipo da sua empresa

Este artigo se destina principalmente para empresas novas, pois aquelas mais antigas, já descobriram com seus erros. É exatamente isso que desejamos evitar. Assim, se você irá abrir um restaurante com um fluxo grande de clientes, este é um fator importante na hora de quantificar o número de máquinas a serem adquiridas.

Outro caso é se irá trabalhar com delivery, os entregadores precisarão carregá-las para receber o pagamento.

Caso o pagamento seja feito apenas no caixa, uma ou duas máquinas podem ser suficientes.

Lembre, se você tiver um estabelecimento que venda alimentos, que sua máquina deverá receber estes vales. Conhecer o nicho e a persona é extremamente importante para isso.

3) Onde fica sua estabelecimento

O local físico do seu estabelecimento é muito importante. Leve em conta a cobertura da rede móvel, wi-fi. Até mesmo para máquinas com fio (as fixas) é preciso estar conectadas a uma linha telefônica ou banda larga.

Certamente você já esteve em um estabelecimento onde a máquina não tinha sinal, ou demorava para conectar. Se você como cliente fica impaciente imagine seus clientes. Ou pior, um cliente com pressa pode deixa de efetuar a compra por apenas este detalhe.

Se o seu estabelecimento ficar em um subsolo ou em local com muitos prédios com baixa cobertura, pense em optar pelo wi-fi.

4) As funções de cada máquina

Cada empresa e modelo de máquina possui um tipo de função. Algumas permitem cadastros de produtos direto na máquina, podem ser interligadas com outros canais de venda online. Outra função possível também é o gerenciamento de estoque. Recebimento de voucher de alimentação.

Visite o site das empresas fornecedoras e descubra a função de cada tipo de máquina para adequar e facilitar sua vida.

5) Tipo e fluxo de vendas

Se a sua empresa negocia produtos de alto valor, provavelmente seu cliente ira pedir para parcelar a venda. Para isso é importante procurar as empresas que ofereçam as melhores taxas para crédito, assim como as menores taxas para o adiantamento do crédito. O cliente irá pagar parcelado, porém com uma certa porcentagem em cima do valor, você pode receber este valor a vista.

Agora se a sua empresa possui um ticket baixo e um fluxo maior, como em food-trucks, lanches, revistas, provavelmente seu cliente irá comprar no débito ou no crédito à vista. Assim o modelo de vendas do seu negócio ditará qual a taxa que deverá procurar.

6) Comprar ou alugar uma máquina?

Para empresas maiores, com alto faturamento, provavelmente uma mensalidade irá diluir tranquilamente no valor do produto.

Para pequenos negócios a palavra mensalidade pode não ser bem digerida, sendo então mais indicado a compra da maquininha.

7) Maquineta de Banco

Alguns serviços de maquininhas estão associados a algum banco, como por exemplo a Rede está associada ao Itaú, a Getnet ao Santander, a SafraPay ao Banco Safra. Correntistas destes bancos podem ter algumas condições especiais, vale a pena entrar em contato com a empresa e questionar sobre.

Porém tome cuidado, pois esta praticidade de receber diretamente no seu banco as vezes, no longo prazo poderá ser uma dor de cabeça e um furo no bolso. Então vale muito a penas “gastar” um pouco do seu tempo pesquisando e quem sabe abrir uma conta no banco mais conveniente.

Conclusão

Pesquise tire suas dúvidas, ligue para a empresa questione, use o reclama aqui para tirar evitar possíveis problemas ou, caso os tenha, saiba de antemão como a empresa trata seu cliente.

As taxas, disponibilidade em repassar o valor, custos de adiantamento, tudo isso deverá ser levado em conta. Este item não precisa ser um bicho de sete cabeças, mas leve em conta na hora de precificar, para não ter uma surpresa ruim no futuro.

Boas vendas!!!